Mês: janeiro 2019

Governador Witzel anuncia mil vagas para concurso da Polícia Civil-RJ

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel anunciou nessa quarta-feira, dia 30, que será aberto o concurso público para a Polícia Civil-RJ em 2019. Segundo o chefe do Executivo estatual, serão oferecidas mil vagas para os cargos de agente, delegado e perito.

De acordo com o governador, a iniciativa tem como objetivo reforçar a Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro.

“A Segurança Pública continua sendo uma das prioridades do nosso governo. Sabemos que uma Polícia Civil bem aparelhada e com capacidade de investigação poderá desmobilizar o crime organizado. Os resultados estão começando a aparecer. Além de mais policiais nas ruas, a Secretaria de Administração Penitenciária está fazendo diversas vistorias nas cadeiras para apreender celulares e drogas”, afirmou Witzel.

A distribuição das oportunidades de acordo com o quantitativo de vagas oferecidas pelos cargos ainda não foi revelada.

Segundo o Secretário de Polícia Civil, Marcus Vinícius, informou que os preparativos para a seleção estão bem adiantados, e isso mostra que os editais não devem demorar para serem publicados.

“O governador já autorizou e a comissão de concurso se reuniu ontem, dando início ao estudo para elaboração do edital”, confirmou o titular da corporação.

O Secretário da Casa Civil e Governança, José Luís Zamith, relatou que o estudo do edital será submetido ao Conselho do Regime de Recuperação Fiscal para mostrar que não haverá desequilíbrio financeiro, já que há uma vacância de mil vagas na Polícia Civil.

“Esse é o primeiro passo. Vamos fazer um estudo de viabilidade financeiro e levar ao Conselho, para dar passo seguinte”, ressaltou Zamith.

A previsão para escolha da organizadora e divulgação dos editais ainda não foi passada. Entretanto, o concurso deve ser tocado de forma rápida, tendo em vista as declarações de Wilson Witzel e do titular da Polícia Civil-RJ. Outro fato que pressiona o governo a acelerar os preparativos é o déficit de mais de 15 mil policiais no estado.

MPF entra com ação para suspender concurso até retificação do edital PRF

O Ministério Público Federal (MPF) em Caxias do Sul (RS) ajuizou Ação Civil Pública (ACP) para que a União e o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) retifique o edital do concurso da Polícia Rodoviária Federal.

O pedido foi feito para adequá-lo à Convenção Internacional Direitos das Pessoas com Deficiência e à Lei Brasileira de inclusão. As provas do concurso PRF estão marcadas para o dia 03 de fevereiro.

A ação tem o objetivo de assegurar o direito das pessoas com deficiência em participar do concurso público em igualdade de condições com as demais pessoas. O edital, embora possibilite a inscrição nessas condições, apresenta disposições que, na prática, impedem que elas sejam aprovadas.

De acordo com o MPF, a proximidade da primeira fase do concurso, bem como a negativa dos réus em retificar o edital, demonstrou que não havia outra providência a ser tomada a não ser a urgente intervenção do poder judiciário.

O concurso para Polícia Federal (PF) também recebeu ação civil pública sobre a participação de pessoas com deficiência. O MPF, no entanto, teve recurso negado e a seleção teve prosseguimento.

A União tem até 72h para se manifestar

A Juíza Silvana Conzatti assinou, às 21h47 do dia 29 de janeiro, o documento eletrônico que intima a União e dá prazo de até 72h para manifestação, ou seja, até o dia 01 de fevereiro.

Concurso Idam: Último dia de inscrição.

Os interessados no concurso IDAM têm até às 23h59min desta quarta-feira, 30 de janeiro, para realizarem as suas inscrições. O concurso do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas oferece 227 vagas imediatas para todos os níveis de escolaridades.

Para se candidatar ao concurso é necessário acessar o site da banca organizadora do concurso, Instituto IBFC, escolher o cargo e o Polo (Cidade de Prova) que pretende concorrer e preencher o formulário com todos dados solicitados para cadastro.

As taxas variam de acordo com o nível de escolaridade, sendo de R$ 65 para os cargos de nível superior, R$ 40 para os cargos de nível médio e R$ 30 para os cargos de nível fundamental. Os boletos poderão ser pagos até o dia 31 de janeiro, observando o horário oficial de Brasília-DF.

As vagas são destinadas aos cargos de Engenheiro nas áreas de Agrônomo, Ambiental, Civil, Alimentos, Pesca, Florestal e Mecânico (59 vagas); Médico Veterinário (9 vagas); Assistente Social (5 vagas); Técnico de Nível Superior nas áreas de Analista de Redes, Biólogo, Contador, Estatístico, Geólogo, Tecnólogo em Agroecologia e Zootecnista (7 vagas); Técnico em Agropecuária nas áreas Agrícola, Florestal e Pesqueiros (93 vagas); Técnico Extensionista Social (10 vagas); Assistente Técnico (27 vagas), Motorista (12 vagas) e Motorista Fluvial (5 vagas).

Vale lembrar que o edital traz vagas para Pessoas com Deficiência (PcD) e Pessoas com Síndrome de Down (PSD), além de Cadastro de Reserva.

A carga horária de trabalho é de 40 horas semanais e as remunerações variam de R$ 2.202,20 até R$ 6.570,95.

Provas serão aplicadas em março:

As provas objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, serão realizadas nas cidades de Manaus, Humaitá, Tefé, Tabatinga, Eirunepé, Parintins e São Gabriel da Cachoeira do Estado do Amazonas e estão previstas para serem aplicadas no dia 31 de março de 2019.

As provas objetiva e discursiva serão realizadas em dois períodos conforme
Edital 01/2018 • IDAM

As provas objetivas serão aplicadas pela parte da manhã para os candidatos aos cargos de ensino fundamental e médio. Já no período da tarde serão aplicadas as provas objetiva e discursiva para os candidatos aos cargos de ensino superior, ambas a serem realizadas no mesmo dia.

Os candidatos terão quatro horas para responderem a 60 questões nas provas dos níveis fundamental e médio; e a mesma duração será para responder a 50 questões de nível superior, além de uma pergunta discursiva com resposta de dez a 20 linhas. Para ser aprovado é necessário 50% de aproveitamento e não zerar nenhuma disciplina.

A consulta ao local das provas estará disponível a partir do dia 25 de março de 2019.

Estude com os melhores!

Confira aqui curso online completo para o Concurso IDAM:

IDAM | Assistente Técnico (nível médio) – Todas as disciplinas com 10% de desconto.
Utilize o cupom >> QUEROPASSAR << ao final da compra para ativar o desconto promocional.

Concurso Público é uma Fila ou Maratona? + Bônus ao final da postagem.

Qual a melhor metáfora representa a aprovação em um concurso público para você???

1. Concurso Público para você é uma fila? Tranquilidade, pois um dia vai chegar a sua hora, a aprovação.

2.Concurso Público para você é uma maratona? Uma corrida alucinante por mais e mais conhecimento.

E aí já sabe a resposta??? Escolha apenas uma afirmação. Só avance depois de uma reflexão sobre aquela que mais se encaixa ao seu perfil.

Bom, achar que concurso público é uma fila, que um dia chegará a sua hora, possui um lado negativo muito forte ligado para a acomodação. Pessoas com este pensamento são altamente descompromissadas com os estudos e procrastinadoras, pois acreditam que um dia vão alcançar a aprovação, mesmo não sendo necessário muito esforço para isso. Quando reprovam colocam a culpa no acaso ou falta de sorte.

Por outro lado, tais pessoas possuem um ponto positivo, são pessoas mais tranquilas e com uma baixa carga de pressão nas suas costas, geralmente não sofrem de ansiedade e de nervosismo, principalmente no dia da prova, sendo isso muito bom, mas não o suficiente para alcançar a aprovação.

Agora, pessoas que se encaixam na afirmação número 2, são os alucinados por conhecimento, sedentos por mais e mais assuntos e resolução de questões, sabem que não podem perder a oportunidade para este ou aquele concurso, que o tempo é muito precioso, que só haverá uma chance, por isso a dedicação total.

Um ponto negativo é a carga de pressão gerando índices altos de ansiedade e nervosismo.

Minha dica, tente conciliar os pontos fortes de cada tipo de concurseiro acima. Reflita sobre os pensamentos que você deve ter e potencializar seus estudos:

Concurso pode até ser uma fila, mas vou furar pulando para as primeiras posições.

Na maratona alucinante de preparação para concursos públicos manterei a tranquilidade.

Quero alenas que você entenda com esta postagem que o primeiro passo para chegar em algum lugar é decidir que você não está disposto a ficar onde está.

Então apenas procure cumprir estes passos para você alcançar o meio termo:

1) Tenha Foco

Por que você está estudando para passar em concurso público?

O que você quer com a aprovação?

Quem você quer ajudar?

O que você quer conquistar?

2) Tenha Planejamento do que estudar e quando estudar:

O quais horários do dia você vai estudar?

Você já elaborou um quadro de horários de horas vagas durante a sua semana?

Quantas horas você estuda?

Quais disciplinas serã abordadas durante a semana?

Você revisa assuntos já estudados?

3) Priorize a qualidade e não a velocidade

Como você estudar?

Apenas faz a leitura ou assiste vídeoaulas?

Você faz resumos?

Resolve questões?

4) Faça o que precisa ser feito

Você cumpre com as promessas que você estipula para você mesmo?

Pronto para acelerar os estudos?

Separei para vocês alguns modelos de planejamento dos estudos. Procurem preencher com suas horas vagas para estudos e principalmente cumprir com o planejado:

Bons Estudos!!!

FÁBIO SILVA

  • Delegado de Polícia Civil
  • Ex-Servidor de tribunais
  • Coach Professional pela Sociedade Latinoamericana de Coaching
  • Palestrante de Como Estudar para Concursos Públicos
  • Professor de Direito Constitucional e Administrativo
  • Autor dos livros da série Seja Foda em Direito Constitucional
  • CEO do Sou Concurseiro e Vou Passar – Maior curso preparatório da Região Norte.

Concurso da PM-AM deve sair ainda no 1º semestre de 2019

A crise de profissionais na Polícia Militar do Amazonas revela a necessidade emergencial de um concurso para ampliar o número de servidores na PM-AM. É por isso que já estão avançando os trâmites para a realização o certame ainda no primeiro semestre deste ano de 2019. 

Segundo informações da equipe do novo governo eleito na eleição passada, o que falta é apenas a escolha da banca organizadora. Assim que esse impasse for resolvido, não demorará a sair o edital, que já é tão aguardado por cidadãos não só do Amazonas, mas de todo o País, visto os benefícios do cargo. 

O que já se sabe, é que o novo governo decidiu utilizar processo de organização do concurso público iniciado pelo governo anterior, e que o concurso disponibilizará 661 vagas, distribuídas nos cargos de oficial de saúde, cabo especialista e soldado para atender a demanda já bastante defasada da instituição.

Distribuição das vagas 

  • 20 para oficial de saúde – aluno oficial de saúde;
  • 20 para  cabo especialista de música – aluno cabo;
  •  20 para cabo especialista de saúde – aluno cabo;
  • 601 para soldado combatente – aluno soldado.

Conforme o que foi sondado, o posto de soldado é voltado aos profissionais com ensino médio completo. Já o de oficial, poderá exigir nível médio ou superior, dependerá apenas da área a ser escolhida pelo candidato. Para cabo, o nível de escolaridade é médio.

Estude com os melhores!

Acesse nosso curso online para Polícia Militar do Amazonas e saia na frente da concorrência:

PM-AM | Soldados – Todas as disciplinas (nível médio) com 10% de desconto.

Utilize o cupom >> QUEROPASSAR << ao final da compra para ativar o desconto promocional.

Você acredita na sua aprovação no concurso público dos seus sonhos?

Pessoal, se você vai entrar nesta vida de concursos públicos, a coisa mais importante é acreditar que vai dar certo, que você será concursado.

Mesmo que venha pensamentos negativos (muita concorrência, poucas vagas, não estou tão preparado etc.), você deve rebater com a frase: VOU PASSAR!!!!

Grande abraço e bons estudos.

Professor Fábio Silva

Instagram: @deltafabiosilva

Whatsapp: (92) 98116-3075.

Concurso Ifam: Sai edital com 113 vagas para níveis médio e superior

A espera acabou! O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam) publicou dois editais para concurso público no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 25. Os documentos somam 113 vagas, sendo 49 em cargos técnico-administrativos e 64 para professores. As oportunidades contemplam os níveis médio e superior.

As inscrições estarão abertas a partir das 14h de hoje, 25, e vão até às 21h do dia 24 de fevereiro. O cadastro deve ser feito por meio do site do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), organizador de ambas as seleções. Também será permitida ao candidato a realização de mais de uma inscrição no Concurso Público para cargos e turnos distintos.

As taxas custam R$ 120 para docentes, R$ 104 para cargos técnico-administrativos de nível superior, R$ 61 para os de nível médio/técnico e R$ 48 para os de nível médio. Os valores deverão ser quitados até 25 de fevereiro podendo ser pago em qualquer agência bancária ou, ainda, através de pagamento online.

Poderão pedir isenção candidatos de baixa renda ou doadores de medula óssea. O requerimento deve ser feito também no site da banca até 28 de janeiro.

Relação das vagas para o Concurso Ifam

O primeiro edital do concurso Ifam tem 49 vagas em cargos técnico-administrativos, dessas 12 vagas são de nível médio, 13 são de nível médio/técnico e 24 de nível superior. Os vencimentos básicos correspondem a R$ 1.945,07, R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66. As jornadas de trabalho variam entre 20 a 40 horas semanais, dependendo do cargo.

A exceção é cargo de assistente em administração que exige nível médio e também tem inicial de R$ 2.446,96. Os selecionados ainda terão direito a auxílio-alimentação de R$ 458, auxílio pré-escolar de R$ 321 (para filhos menores de seis anos), auxílio saúde (caso o servidor tenha Plano de Saúde) e auxílio-transporte.

Já o segundo edital oferta 64 vagas para professores de ensino básico, técnico e tecnológico em várias áreas. A remuneração inicial é de R$ 4.463,93, mas pode variar conforme a titulação do docente, chegando a R$ 9.600,92. O requisito é a formação de nível superior na respectiva área.

Esses também recebem auxílio-alimentação (R$ 458), auxílio pré-escolar de R$ 321 (para filhos menores de seis anos), auxílio saúde (caso o servidor tenha Plano de Saúde) e auxílio-transporte. O regime de trabalho para os cargos de Docentes é de 40 horas semanais com dedicação exclusiva (DE).

Provas objetivas: Os candidatos a cargos técnico-administrativos serão avaliados apenas com prova objetiva. Já os professores realizarão, além dessa, uma prova didática e análise de títulos. O exame de múltipla escolha está marcado para o dia 21 de abril.

Para os candidatos de nível médio e superior as provas serão aplicadas no turno da manhã, e para os de nível médio/técnico e para professores no período da tarde. Os candidatos terão quatro horas para responder a 50 ou 60 questões, dependendo do cargo, conforme a relação seguir:

Cargos de Técnico-Administrativos: 50 questões de múltipla escolha.

  • Português: 10 questões;
  • Raciocínio Lógico: 5 questões;
  • Informática básica: 5 questões;
  • Legislação e Ética na Administração Pública: 10 questões; e,
  • Conhecimentos Específicos: 20 questões.

Professores de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico: 60 questões de múltipla escolha.

  • Português: 20 questões;
  • Legislação e Ética na Administração Pública: 5 questões;
  • Conhecimentos Pedagógicos: 10 questões; e,
  • Conhecimentos Específicos: 25 questões.

A prova de desempenho didático para docentes consistirá em uma aula expositiva com duração de 30 a 40 minutos. O sorteio do tema, comum a todos os candidatos de uma mesma área, será realizado em data, horária e local a serem informados na convocação, em 30 de maio. O exame será aplicável somente aos candidatos que forem classificados na prova objetiva.

No mesmo dia da avaliação, os candidatos ao cargo de professor deverão apresentar os documentos para análise de títulos em envelope junto com currículo simplificado. Serão avaliados apenas daqueles que forem aprovados nas duas etapas anteriores.

Concurso PRF: sai convocação para as provas objetivas e discursivas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) convoca os candidatos inscritos no concurso para as provas objetivas e discursivas. A publicação está no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 23, onde consta as instruções para os exames, marcados para o dia 3 de fevereiro, a partir das 14h, horário oficial de Brasília/DF.

De acordo com o Edital nº 4 – PRF, os locais de aplicação das provas serão divulgados no dia 30 de janeiro. A consulta será individual, por meio do site do Cebraspe, banca organizadora. A recomendação é que o candidato chegue ao local designado para o exame com uma hora de antecedência.

Os exames ocorrerão apenas nas capitais dos estados em que há oferta de vagas para no concurso PRF: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerias, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins.

O que é preciso levar no dia da prova?

O Edital nº 4 – PRF, indica aos candidatos que levem os seguintes itens listados abaixo no dia das provas do concurso PRF:

  • Caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente;
  • Comprovante de inscrição;
  • Documento de identidade original.

Atenção: Será eliminado do concurso PRF quem, durante a realização das provas, for surpreendido, portanto: aparelhos eletrônicos, receptor de dados, relógios, lápis, borracha, marca-texto.

Primeira etapa será composta por provas objetivas com 120 questões

As provas objetivas e discursivas, de caráter eliminatório, serão as primeiras etapas do concurso da PRF que visa o preenchimento de 500 vagas imediatas para corporação. Os concorrentes terão ao todo quatro horas e trinta minutos para completar os dois exames.

Ao todo serão cobradas 120 questões e uma redação, no estilo dissertativo. As provas objetivas seguirão no modelo Cebraspe, onde os candidatos deverão julgar as sentenças como ‘certas’ ou ‘erradas’.

Uma questão errada anulará os pontos de um acerto. É preciso o candidato ter uma boa estratégia para fazer as provas dessa banca.

As provas do concurso PRF 2018/2019 vieram com uma estrutura diferente da última seleção para corporação. As questões estão divididas em três grupos de conhecimentos.

De acordo com o edital, será classificado na prova objetiva quem obtiver mais de 10 pontos no bloco I, 12 pontos no bloco II, 6 pontos no bloco III e 48 pontos no conjunto.

Somente os candidatos aprovados na prova objetiva terão as redações corrigidas. As demais etapas do concurso PRF serão: exame de capacidade física; avaliação de saúde; avaliação psicológica; avaliação de títulos; investigação social; e, curso de formação.

Intensifique os seus estudos!

Confira aqui o Pacote Completo da PRF – Todos as disciplinas 2018. Utilize o cupom >> QUEROPASSAR << ao final da compra para ativar o desconto promocional.

Concursos 2019: Governo irá priorizar concursos para órgãos com maior déficit de pessoal

O ano de 2018 foi um dos anos que mais surpreendeu em questão de concursos públicos com a realização de grandes concursos para órgãos federais como Polícia Federal (PF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Ministério Público da União (MPU) e o Instituto do Patrimônio Federal e Artístico Nacional (Iphan). Ainda teve a publicação do edital da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que terá provas agora em fevereiro.

As expectativas para 2019 também são altas, principalmente, em relação ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), um dos órgãos com grande déficit de servidores.

O Orçamento Federal de 2019, que prevê 48.224 vagas, sendo 4.851 para criação e 43.373 para provimento, foi sancionado no último dia 16.

Segundo o Ministério da Economia, parte do orçamento previsto para gastos com concursos públicos (R$ 3,3 trilhões), será voltada aos aprovados nos concursos autorizados em 2018, cujos provimentos estão previstos para este ano.

O Orçamento Federal de 2019 servirá, ainda, para atender à criação de novos cargos estabelecidos em leis aprovadas no decorrer de 2018. “O total é de 2.095 cargos, a maioria visando a implementação de novas universidades, que serão abertas no decorrer deste ano”, declarou o Ministério.

As vagas para as novas universidades federais serão distribuídas da seguinte forma:

  • Universidade Federal Catalão – GO: 353 vagas
  • Universidade Federal Delta do Parnaíba – PI: 400 vagas
  • Universidade Federal Rondonópolis – MT: 394 vagas
  • Universidade Federal Jataí – GO: 229 vagas
  • Universidade Federal Agraste de Pernambuco: 623 vagas

Saiba como estão distribuídas as vagas previstas no Orçamento, clique aqui.

Órgãos que demandam reforço no quadro de servidores

INSS,PF, PRF, Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Senado Federal e IBGE são alguns dos que apresentam necessidade de concurso para renovação do seu quadro de servidores. Um dos casos mais alarmante é o do INSS, que registrou só nos primeiros cinco dias úteis do ano 676 pedidos de aposentadorias de servidores. Além disso, cerca de 10.804 servidores apresentam condições necessárias para se aposentar.

O órgão pede autorização para 7.888 vagas para níveis médio e superior. As oportunidades solicitadas pelo INSS são para os seguintes cargos:

  • Técnico em Seguro Social (nível médio): 3.984 vagas
  • Analista do Seguro Social (superior): 1.682 vagas
  • Perito Médico (graduação em Medicina): 2.212 vagas

O Senado Federal atualmente conta com 1.859 cargos vagos, sendo a maior vacância para a carreira de técnico legislativo de nível III, com 1.324 vagas. A previsão no Orçamento para este órgão é de 40 oportunidades, porém órgão confirmou que não há expectativa de um novo concurso agora.

O Depen tem solicitação para criação de 1.580 vagas, sendo a maior parte para o cargo de agente penitenciário com 1.440. Há também oportunidades para a carreira de técnico federal de apoio à execução penal com 36 vagas e para especialista federal em assistência com 104 vagas.

OIBGE pretende fazer um novo pedido paraconcurso em caráter de urgência. Anova solicitação prevê 1.800 vagas,sendo 1.200 para técnicos e 600 de analistas. As carreiras exigem os níveismédio e superior, respectivamente.

A PRF apesar de estar com concurso em andamento onde oferece 500 vagas imediatas, a corporação conta com pouco mais de 10 mil policiais, há uma carência de mais de 3 mil servidores. Assim como a PRF, a PF também precisa fortalecer sua equipe, como mencionou o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, durante a cerimônia de transmissão do cargo, realizada no dia 2 de janeiro.

Outro órgão federal com grande déficit de pessoal é a Receita Federal. Sem realizar concurso desde de 2014, o órgão aguarda pelo aval para realizar um novo concurso público. Até 2018 o pedido que tramitava no sistema do extinto Ministério do Planejamento mencionava 5 mil vagas para o órgão, sendo 3 mil para analista-tributário e 2 mil para auditor fiscal.