Concurso INSS: Gerente executivo do Piauí fala de autorização

O gerente executivo do Instituto Nacional do Seguro Social no Piauí, Ney Ferraz, informou que o concurso INSS 2019 está autorizado. Segundo ele, são esperadas 17 mil vagas, distribuídas por todo o país.

“O ex-presidente do INSS, Edison Aguiar, deu o pontapé inicial. Já há um novo concurso autorizado pelo Ministério do Planejamento (atual Ministério da Economia), de quase 17 mil vagas para todo o Brasil”, revelou Ney Ferraz, em entrevista ao Piauí TV, telejornal da Rede Clube, afiliada da TV Globo no estado.

Apesar das declarações do gerente executivo, a portaria autorizativa do concurso INSS ainda não foi publicada no Diário Oficial da União. Ou seja, o aval oficial ainda não foi concedido. Na entrevista, Ney Ferraz, também deu previsões para que o INSS abra a seleção.

“Creio que até o final deste semestre (junho) já deva estar lançado o edital, tanto para a Assistência Social e serviços meio (técnicos e analistas), quanto para médicos”, confirmou.

As declarações de Ferraz foram dadas, após o dirigente ter sido questionado sobre o grave déficit de pessoal nas agências da Previdência do estado.

Pedido de Concurso INSS em análise

O pedido de concurso para o INSS segue em análise pelo Ministério da Economia, que agregou as funções do extinto Ministério do Planejamento.

O órgão pede ao governo a abertura de um novo concurso com 7.888 vagas para os níveis médio e superior. Destas 3.984 são para técnicos, 1.692 para analista e 2.212 para peritos.

As oportunidades solicitadas para o INSS são para os seguintes cargos:

  • Técnico em Seguro Social (nível médio): 3.984 vagas
  • Analista do Seguro Social (superior): 1.692 vagas
  • Perito Médico (graduação em Medicina): 2.212 vagas

As renumerações para os cargos de técnico, analista e perito são, respectivamente, R$ 5.186,79, R$ 7.659,87 e R$ 12.638,79.

Além disso, o INSS aguardava também a liberação para convocar os excedentes do concurso realizado em 2015. O total, portanto, era de 16.548 vagas. Entretanto, a seleção de 2015 teve validade encerrada em agosto de 2018. Logo, é possível que o governo tenha realocado essas vagas para um novo edital, totalizando as quase 17 mil mencionadas pelo gerente.

No início de 2019, o pedido de concurso INSS teve novas movimentações e chegou à assessoria parlamentar. Antes, foi concluída na Divisão de Concursos Públicos.

A falta de concursos e de servidores no órgão reflete diretamente nos atendimentos prestados à população como a concessão de benefícios.

Em algumas agências, por exemplo, a do Estado do Rio de Janeiro, mais de 32 mil pessoas aguardam a análise da aposentaria. Os dados foram transmitidos pelo próprio INSS. O motivo para a demora nos pareceres é a falta de profissionais.

Orçamento 2019 tem previsão de recursos para o concurso INSS

O Orçamento Federal de 2019, aprovados pelo presidente Jair Bolsonaro em 16 de janeiro, prevê reserva de recursos para inscrição para concurso e processo seletivo na Seguridade Social. A previsão é de R$ 10.745,945 para inscrição que consta nas despesas do Orçamento da Seguridade Social e pode ser destinado ao concurso INSS.

O Orçamento de 2019 também confirma a previsão de 48.224 vagas federais, sendo 4.851 para criação e 43.373 para provimento.

Esse número pode resultar em novos concursos em 2019. A Lei 13.808, que trata do Orçamento, prevê R$ 3,3 trilhões de gastos.

Estude com os melhores!

Confira aqui curso online completo para o Concurso INSS:

Utilize o cupom >> QUEROPASSAR << ao final da compra para ativar o desconto promocional.

Deixe uma resposta