Concurso TJ-AM: Com edital cada vez mais perto, crescem cargos vagos

Cresce o número de cargos vagos no Tribunal de Justiça do Amazonas. De acordo com o último levantamento realizado no mês de maio, faltam 371 servidores, sendo 201 assistentes judiciários (nível médio) e 170 analistas judiciários (nível superior).

Os dados representam que o cadastro de reserva do novo concurso TJ-AM, previsto para julho, poderá ser amplamente utilizado.

A oferta inicial será de 160 vagas imediatas. Com a formação do cadastro de reserva, o Tribunal prevê a convocação de até 3 vezes o número de aprovados, que poderão ser chamados no decorrer da validade da seleção. Isto é, para suprir as carências que surgirem por aposentadorias, mortes ou exonerações. O aumento do déficit foi maior para o cargo de nível superior comparando entre meses anteriores.

Distribuição dos cargos e vagas ofertadas

Das oportunidades anunciadas para a seleção, 140 serão para o cargo de Assistente Judiciário (nível médio) e 20 para Analista Judiciário (nível superior). As remunerações inicias são de R$ 4.588,34 e R$ 8.936,96, respectivamente. Os servidores ainda têm direito a auxílio-alimentação no valor de R$ 1.669,38 e auxílio-saúde de R$ 390,85.

As vagas serão regionalizadas e distribuídas entre as comarcas da capital, Manaus, e do interior do Estado.

Segundo o presidente do TJ-AM, desembargador Yedo Simões, o edital deve ser divulgado no início do segundo semestre, ou seja, a partir de julho. Já as provas podem ser aplicadas no final do ano, em novembro.

Das 140 vagas para o cargo de Assistente Judiciário (nível médio), 127 serão designadas para atuação na comarca de Manaus e 13 vagas para atuação no interior do Estado.

Desse total, sete serão para a Sub-Região do Alto Solimões (abrangendo as comarcas de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Amaturá).

Além de seis vagas para a Sub-Região do Baixo Amazonas (abrangendo as comarcas de Parintins, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Nhamundá, São Sebastião do Uatumã e Urucará).

Para capital, Manaus, as vagas serão divididas em 127 para o cargo de Assistente Judiciário (nível médio) e 20 para Analista Judiciário (nível superior), com total de 147 vagas.

As 127 vagas para Assistente Judiciário (nível médio) serão para as funções: Sem especialidade (100 vagas); Programador (10 vagas); Suporte ao Usuário de Informática (15 vagas) e Técnico do Trabalho (2 vagas).

Já para as 20 vagas de Analista Judiciário (nível superior) serão para as funções de: Analista de Sistemas (5 vagas); Arquivologia (1 vaga); Biblioteconomia (1 vaga); Contabilidade (3 vagas); Direito (2 vagas); Engenharia Civil (2 vagas); Estatística (1 vaga); Médico do Trabalho (1 vaga); Psicologia (2 vagas) e Serviço Social (2 vagas).

Para o interior do Estado, das 7 vagas para a Sub-Região do Alto Solimões, 6 foram estipuladas ao cargo de Assistente Judiciário Geral e 1 vaga para Suporte ao Usuário de Informática.

Já para a Sub-Região do Baixo Amazonas, das 6 vagas, 5 foram designadas para Assistente Judiciário Geral e 1 para Suporte ao Usuário de Informática.

TJ-AM assina contrato com Cebraspe

O Tribunal de Justiça do Amazonas assinou contrato com o Cebraspe (antigo Cespe/UnB) para organizar o novo concurso. O contrato entre as partes já foi assinado e o extrato publicado no dia 31 de maio, no Diário da Justiça Eletrônico.

O prazo de vigência será de dois anos ou até a homologação do resultado final do concurso. De acordo com o documento, a estimativa é que a seleção tenha 50 mil candidatos.

A divulgação do extrato representa a última etapa antes da publicação do edital. Isto significa, que o documento com as regras do concurso TJ-AM para 160 vagas distribuídas entre os cargos de Assistente Judiciário e Analista Judiciário pode sair a qualquer momento.

Detalhes como calendário das atividades e cronograma das provas estão sendo definidos pelas partes. O valor da taxa de inscrição já foi definido e será fixado em R$ 90 para o cargo de Assistente Judiciário (nível médio) e R$ 150 para Analista Judiciário (nível superior).

Concurso TJ-AM terá provas objetivas e de títulos

O Concurso TJ-AM será organizado em duas etapas com provas objetivas e de títulos. Todos os candidatos serão avaliados com provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório. Apenas os candidatos aos cargos de nível superior serão avaliados por títulos.

As provas serão compostas por itens do tipo ‘certo’ ou ‘errado’ com 100 questões para os cargos de nível médio e 120 para os de nível superior.

O exame objetivo deverá ser aplicado no mesmo dia (em um domingo), porém em turnos diversos, para os cargos de Assistente e Analista, tanto para provimento na capital quanto para o interior. A data ainda será definida.

Os candidatos às vagas para a Sub-Região do Alto Solimões deverão realizar as provas exclusivamente no município de Tabatinga. Já os inscritos para a Sub-Região do Baixo Amazonas deverão realizar as provas exclusivamente em Parintins.

Intensifique os seus estudos!

Curso Intensivo TJ-AM: 100% focado no pré-edital.

Conheça os Benefícios: Acesso ilimitado ao conteúdo, Simulados de provas e Tutoria exclusiva com os professores.

Utilize o cupom >> QUEROPASSAR << ao final da compra para ativar o desconto promocional.

Deixe uma resposta